A Litáurica é A Religião Universal, uma religião sem dízimos, sem castas e sem templos. Prega que o homem digno de avançar na Nova Era tem que saber administrar-se espiritualmente, pois, ao final, vive rodeado de informações e meios que lhe permitem compreender que se não precisa de ir ao templo para respirar a vida, não precisa ir a lugares específicos para rezar, pois 'a reza' é ação e não precisa de intermediários para compreender e observar os contextos certos da vida.

Sem dízimos. Sem templos. Sem castas.
A Litáurica é a religião sem templos, sem dízimos e sem castas. O homem de bem é o sacerdote em seu próprio lar.

 

A Litáurica é a religião dos novos tempos. É universal, derivada da essência dos Vedas e é a verdadeira continuação do Cristianismo fundado por João Batista, Jesus e seus apóstolos; o qual foi mudado e manipulado pelos poderosos durante a marcha da humanidade para atender a seus interesses.

 

A Litáurica se prova e apoia em fatos científicos, pesquisas e no esclarecimento de fatos históricos. É Religião Única e Universal por disposição específica da Vontade Maior.

 

A Litáurica prova ainda através da fotografia da aura, Kirliangrafia, a continuação da vida, a reencarnação, as dívidas do passado (Carma espiritual) projetadas ao presente e suas repercussões na atual vida atrapalhando as pessoas no curso de suas vidas. Também trabalha com a sua terapia espiritual que resolve estes casos. Prova que há muito mais coisas entre o céu e a terra do que um deus com barba branca parecendo um avô que ficaria concedendo graças a suas criaturas por pertencerem a alguma determinada religião e/ou lhe prestando algum tipo de culto.

 

A Litáurica prova os abusos feitos pelos homens em cima da religião através de fatos históricos e os esclarece, também trabalha na base da terapia espíritual para resolver estes casos. A Litáurica não é e nem se utiliza do espiritismo convencional. Chama aqueles que estão dispostos a pensar e trabalhar pelo seu próprio desenvolvimento espiritual, assim como o fazeí por seu desenvolvimento físico, intelectual e etc.

 

A Litáurica é a reforma espiritual marcada para estes tempos estando pré anunciada em várias profecias, assim como a vinda de Jesus também foi. Jesus e Allan Kardec já sabiam.

 

Esta reforma foi encomendada à reencarnação de João Batista que cumpre a sua missão neste novo marco da espiritualidade do homem; assim como outrora tivemos o Mosaísmo, o Cristianismo apostolar e a tentativa doutrinária do Kardecismo.

A Religião do Lar

A Litáurica é a religião do lar, onde o responsável pela família assume para si a incumbência de dar a orientação inicial para os seus.

 

É a religião final. A que descobre e pratica todo aquele que ao final, forma uma unidade com o seu espírito e eu interior. A que adotam todos aqueles que, por fim, reconhecem através do descobrimento do seu espírito a sua filiação divina e se entregam a vontade do Pai. Esta é a religião verdadeira, a da busca pessoal de Deus no íntimo de cada um. A religião da experiência individual, a mais árdua e difícil. E cada um, solitariamente, como um cavaleiro galopará para o amanhecer espiritual. Só aqueles que estiverem conscientes da sublime Paternidade de Deus poderão compreender-nos. O resto nos rejeitarão porque ainda se acham ligados ao medo e à submissão. Mas então se rejeitarão a si próprios...

Família, a mais importante das instituições...
O chefe da família assume no lar a função de sacerdote, de passar e de zelar os ensinamentos morais e espirituais.

 

... Pois a religião não é só um sentimento passivo de dependência absoluta e de certeza na vida eterna, é muito mais. Na Litáurica é uma permanente descoberta de si mesmo e dos demais, uma caminhada febril para a felicidade, um repositório de sabedoria e um contínuo sobressalto, é continuação quando então já não precisaremos de templos nem de ministros de Deus, teremos templos de luzes de em nós mesmos. Nessa audaz corrida para o alvorecer espiritual, iremos buscando o melhor dos homens e os faremos continuadores. Seremos curiosidade e luz e jamais nos satisfaremos. A Litáurica dará sentido à nossa vida terrena e, mais adiante, às gloriosas experiências nas esferas do grande universos, nosso lar imediato. A religião da experiência pessoal nos dará segurança.

 

E está escrito : ‘Um só rebanho com um único pastor’; todos serão chamados à definitiva "aventura" da Litáurica. Quando Deus será admitido como a realidade dos valores, a substância dos significados, a vida e a verdade.

 

Enquanto seguirmos as religiões em busca da salvação pessoal, egoísta, como passagem para o além, enquanto seguirmos as ditas sociedades secretas em busca da perpetuação do nosso ‘Eu’, em busca do poder e da riqueza, tivemos que nascer e renascer muitas vezes para poder nos libertar, mas nisso o ser humano esqueceu o essencial, pois não foi criado para isso, e daí agora lhe veio a Reforma e o Juízo.

 

O que ainda não conheceu a Litáurica não entende o universo. E, no seu cego empenho por sobreviver, luta por dobrar a natureza. Como subjugar o universo se ele faz parte de nós mesmos? Os homens que ainda dormitam nas crenças fixas não sabem que não se pode frear a natureza. Aquele que humilha e agride a natureza será esmagado pela criação.

 

Só existe uma religião capaz de salvar-nos, a que nos salva do nosso próprio ‘eu’ e liberta as criaturas de seu isolamento no tempo e na eternidade. Essa religião Litáurica jaz no mais íntimo do espírito. Este é a religião de Jesus de Nazareth, a que ninguém compreendeu quando em sua estadia entre os homens, que anunciou assim:

 

Quando, porém, vier aquele que é o Espírito da Verdade, ele vos guiará em toda a verdade.