A Litáurica veio constituir-se como religião, mas há quem tem dificuldade para entendê-la. Foi indicada como doutrina única, porém os doutores da lei deste planeta e destes tempos não foram consultados. Tudo aquilo que veio verificar-se na sua constituição estava preanunciado nas escrituras consideradas sagradas e também em vários livros de pesquisadores autônomos. O próprio Jesus disse literalmente sobre João Batista: "Mais uma vez nos últimos dias aparecerá o seu ministério, juntando os envolvidos e manifestando os filhos de Deus."

 

João, o Batista, está de novo entre nós cumprindo parte de sua missão para com os homens. Sem fanatismos e sem aspirações fantasiosas. Tudo explicado racionalmente e sem imposição. E as provas são muitas ...
João Batista, está de novo entre nós, juntando os envolvidos e manifestando os filhos de Deus para que possa ocorrer a separação do trigo do joio. A nova história da humanidade começa a partir do nascimento da Litáurica. Ocorre o fim dos tempos, como o conhecemos.

Pois então, a Litáurica é este ministério, João Batista hoje reencarnado fundou, dirige e doutrina esta nova religião que há de ser a única. Quem acha prepotente este conceito, é só conhecê-la e ver que não há nada de prepotência; pois só pega as lições de moral recebidas pela humanidade em suas várias épocas e as bases científicas e históricas e as condensa nesta nova maneira de enxergar o mundo e a criação feita pelo Pai.

 

Como está escrito no Apocalipse de João:

"Todos os mistérios serão aí revelados e os escolhidos serão marcados com nome de Deus.". E também :

 

"Receberão uma pedra branca que simbolizará um novo alicerce espiritual. Receberão um novo nome, o qual ninguém conhece."

 

Pois aqui estão os mistérios sendo revelados ao longo da programação do áudio Litáurico, no evangelho Litáurico, nos livros Litáuricos, na Internet, nas sessões de tratamento realizadas, e etc...

 

E para quem não sabe Litáurica vem da aglutinação da palavra Lito, que quer dizer pedra em grego, e da palavra aura, que é aquela que nos cerca, a da nossa vida.

 

Esta religião veio a ser profetizada como a do "fim dos tempos" por Nostradamus. Esta profecia veio a ser atualizada por um astrólogo inglês deste século que disse "deveria ser realizada no Brasil". Entretanto devia originar-se na Itália nascendo da "correção do abuso que o homem tinha cometido na Itália sobre a religião".

 

Isto já tinha sido anunciado a Allan Kardec em 1866 através dos espíritos que o assistiam; foi anunciado o cisma que se preparava rigorosamente na Itália e que iria existir uma nova geração. Foi anunciado ainda que o velho mundo acaba e com ele os seus velhos dogmas, que não reluzem ainda senão pelas pinturas folheadas a ouro com a qual são cobertas.

 

Encontram-se estas matérias mais detalhadas nos livros "As Profecias de Nostradamus", "Obras póstumas de Allan Kardec" e os livros da Ordem do Graal na Terra. E também há indícios na Bíblia, tanto nos evangelhos como no apocalipse. Serão estes livros pouco conhecidos?

 

O velho mundo acaba, dizem a Bíblia, Nostradamus e Allan Kardec já há muitos anos. São Francisco de Paula, em 1460, profetizou que da língua portuguesa viria nascer a maior religião de todos os tempos. Uma religião como o homem nunca viu, de reformar os seguidores da igreja e todas as religiões da terra, convertendo todos à lei de Deus.

 

Tudo está claro. Tudo veio a ser cumprido conforme os desígnios de Deus, que a cada época da humanidade manda pessoas para a continuação da obra. A Litáurica é esta religião que nasceu na Itália onde criou o cisma (pré anunciado por Kardec) , ou seja, a separação do velho com o novo mundo, vindo a implantar-se no Brasil. No Brasil veio a constituir-se pois, devendo sustentar os novos tempos e se o velho mundo acabava com todos os dogmas, deviam ser realizadas as novas bases com novos livros, um novo evangelho; e tudo isso não se realiza de um dia para outro. Mas foi realizado este trabalho, cinco livros foram escritos (três editados) todos se baseando em pesquisas científicas, ao mesmo tempo foram realizadas mais de 26000 horas de programas Litáuricos no áudio, mais de 2000 horas de tratamento na Mesa Litáurica, onde nesta, mais de 26 mil pessoas passaram por lá desde 1993.

 

A Litáurica faz os seus tratamentos com as pessoas que apresentam alguma influência em sua aura fotografadas pela fotografia da aura.

 

Qualquer pessoa pode comprovar as provas aqui apresentadas. A fotografia da aura é o carro chefe das provas, pois através de um método científico, o Carma e as persecuções reencarnatórias são devidamente provadas, não tendo, portanto, qualquer margem de dúvidas.
As provas são muitas. As evidências também. Não há mais porquê os homens de bem permanecerem calados e cegos. A hora da mudança é agora. Faz-se necessário a libertação dos princípios atávicos que regem a sociedade para a formação de uma nova humanidade, mais digna e mais humana.

Mas o que tratamentos tem a ver com Religião?

 

Religião seria o quê? Dogmas? Opiniões? Ponto de vista?

 

Tudo isso já foi e hoje é muito mais. Pode uma religião para o homem atual e do futuro ser baseada em opiniões?

 

Disseram a Kardec que a próxima religião deveria ser científica baseando-se em provas.

 

Então, mais de 2000 horas de tratamento com resultados práticos não são provas concretas?

 

Pois foram tratadas as conseqüências do carma de pessoas que achavam que as suas crenças dogmáticas valiam e que o importante era só acreditar em Deus. Estas pessoas sentiram na prática a lei da ação e reação, e ninguém pode lhes mudar a consciência que tudo o se faz ao semelhante volta na igual moeda. As conseqüências de vidas indignas levadas anteriormente atormentavam estas pessoas nesta vida.

 

Mais de 26 mil pessoas ocuparam as cadeiras da sala de tratamento da Litáurica e quantos foram os antepassados e os obsessores espirituais que passando através da mediunididade desta gente foram encaminhados para as dimensões espirituais acima da dimensão da matéria. Vários. Muitos mesmo. Foram espíritos perdidos que em vida também tiveram religiões que simplesmente não passaram opiniões, como todas estas que estão por aí, atrás do dinheiro de seus seguidores, e que em troca lhe dão fantasias, condicionamento e dogmas. Tudo o que espiritualmente, não vale nada. Aprenderam quando estavam vivos e hoje, perdidos, atrás dos descendentes, vão à procura de uma luz, uma gota de caridade. Aquela caridade tão longamente pregada e nenhum deles foi enxotado, exorcizado ou chamado de Satanás, mas irmãos. Como a Litáurica ensina, foram esclarecidos e ajudados, pois é isso que se chama tratamento, que ao final é auto tratamento. Nisso vem criar-se uma nova consciência, pois assim, o litáurico vem apaziguar-se com o passado, ao mesmo tempo que vem preparar-se para um futuro bem melhor. Os que participaram das sessões são testemunhas, mas nos seus preceitos há estas prevenções e na liturgia do lar, a cura dos seus problemas manifestados pelas sensações mediúnicas.