Do livro "Perguntas e respostas", de Abduschin, editado pela Ordem do Graal na Terra, pág. 97- 98:

 

 

PERGUNTA:

Está escrito: Quando, porém, vier o Filho do Homem para julgar... Está o Filho do Homem investido como Juiz?

 

RESPOSTA:

Unicamente Deus pode Julgar! O Filho do Homem traz mais uma vez a Sua "Palavra". E nessa palavra encontra-se, então o julgamento! Da maneira como o ser humano receber a Palavra, desta vez, assim julgará a si mesmo. Cada um, individualmente, tem mais uma vez, pela graça de Deus, a livre escolha. Aliás, pela última vez. Conforme o ser humano se comporte perante a Palavra, recusando-a ou aceitando-a, assim está julgado por si mesmo, visto que com isso imediatamente se processa a separação. Esperar representa uma recusa, pois é impossível ficar esperando por mais tempo. Um retorno do caminho escolhido também e impossível! Desta vez vale o sim... ou não.! E imediatamente! Acabou o querer saber melhor, o criticar ou vacilar.

 

O que não estiver categoricamente de acordo com a nova "Palavra" cairá! Arrastar consigo algo do já existente é completamente impossível, enquanto ainda estiver aderida uma partícula que seja, criada pela inteligência humana e que não esteja de acordo com a Mensagem. A "Palavra" tem que ser aceita, agora, completamente intata, inalterada e sem distorções. Não existem ìuuote acordos" com outros conceitos! Tampouco "debates", pois a "Palavra"...é..!

 

Se o ser humano, como que num salto, ousar colocar-se sobre o novo solo, sem levar algo de antigo, isto é, acatando confiantemente a nova Palavra como nova base de seu pensar e intuir, sem influência do que é antigo, assim, a partir do seu novo ponto de vista, verá, de imediato, todos os caminhos se abrirem, caminhos que até agora estavam turvos ou fechados para ele, então reconhecerá também onde havia caminhado erradamente até agora.

 

Se de início não se colocar incondicionalmente no novo solo, de outra maneira o ser humano nem poderá encontrar a Verdade na nova Palavra! De fora para dentro não lhe é possível. Nesse caso. Demasiadas confusões o retêm, não consegue nenhuma ligação.    Para esse salto necessário, faz-se mister, naturalmente, um grande esforço, domínio de si mesmo, coragem. Por tal motivo resulta, automaticamente, Que apenas chegam `meta os fortes interiormente, Aqueles que conseguem executar esse salto. Todo o antigo deve ficar para trás, pois o que estava certo em todo o antigo de qualquer forma está contido na nova Palavra. Já que esta emana diretamente da verdade.    O necessário salto se faz com que os indolentes, indiferentes e fracos de espírito já fiquem de antemão excluídos! Nunca alcançarão o ansiado e necessário solo novo, prometido a todos os que procuram e o qual, unicamente, pode oferecer a salvação, constituindo uma base firme que nunca vacila nem desmorona.

 

A "Palavra Viva" nunca poderá ser examinada por um dogma ou uma seita! O contrário, porém, sim. A Palavra Viva será a pedra de toque infalível e rigorosa para tudo o que existe! E nisso reside o Juízo inexorável, que finalmente separa os caminhos de todos.

 

Multidões de espíritos humanos, que hoje se julgam fiéis e que numa falsa humildade desejam aproximar-se , arrogantes, do trono de Deus, serão pulverizadas antes de puderem chegar aos degraus do trono! Julgam-se justas e não dão importância à Palavra, até sorriem dela em sua superficialidade e estreiteza, sem pressentirem que com isso enfrentam o gládio judicial do espírito.

 

Por isso, abri vós agora os ouvidos de vosso espírito! Ouvireis muita coisas valiosas para vós e não mais esperareis sossegadamente por coisas que já estão prestes a passar por vós

 

– Despertai, antes que seja demasiado tarde!